Ao Vivo
Ao Vivo
Dhyna
Dhyna
Ligação
20:00 as 23:59
Notícias
Notícias

Entrevista com a mãe de Jéssica: “Katiussa nunca morou com nós”

Entrevista foi concedida na manhã desta segunda-feira (05) ao programa Bom Dia Cidade

Entrevista com a mãe de Jéssica: “Katiussa nunca morou com nós”

Xanxerê – Rosane, a mãe de Jéssica Lumi, 17 anos, Rainha do carnaval, vítima de homicídio na madrugada de sábado (03/04), procurou ontem pela manhã o Departamento de Jornalismo da Rádio Princesa e concedeu entrevista, via telefone, ao repórter Márcio Roberto, no Programa Bom Dia Cidade. Rosane pediu ao repórter para corrigir informação divulgada, segundo ela, pela TV Record, dando conta que Jéssica e a acusada da sua morte, Katiussa Carvalho, moravam sob mesmo teto, na casa da vítima, informação que Rosane desmentiu. Ela também falou sobre o relacionamento de Jéssica e Katiussa, e reclamou que sua casa foi invadida e filmada – sem autorização sua – pela equipe da emissora de TV. Acompanhe trechos da entrevista, conduzida por Márcio Roberto.

Inicio da discussão
“Eu estava em casa por volta de duas e quinze, duas e vinte da manhã, quando elas chegaram e começaram a discutir, lá fora. Aí eu levantei, pedi para elas entrarem e para falarem mais baixo. E voltei deitar. Quando a discussão continuou maior, eu levantei de novo e pedi para elas pararem, porque era a segunda vez que estava acontecendo na semana, a discussão. Elas tinham um relacionamento, mas o que eu fiquei chateada é que disseram que elas moravam na minha casa, com nós e com o consentimento dos pais… Quero deixar bem claro que a Katiussa nunca morou com nós. Ela sempre foi bem vinda na minha casa, sempre esteve lá, por muitas vezes, só que ela nunca morou com nós. Eu nunca consenti com nada, mas nunca fui contra. Porque acima de tudo era a Jéssica, minha filha. E eu sempre fiquei do lado da Jéssica (...), independente do que ela quisesse ou não. O que a Jéssica decidisse, o que fosse melhor para ela, eu estaria do lado dela”.


Márcio Roberto: E como era esse relacionamento? Elas se davam bem?
Rosane: Elas se davam bem. Só que nos últimos tempos para cá, essa semana foi a segunda vez que aconteceu da Katiussa chegar bêbada lá na minha casa. A Jéssica mandou ela para casa, a Jéssica ligou para os pais da Katiussa virem buscar ela, não sei se foi na segunda ou se foi na terça – e eles não vieram. Não sei se foi segunda ou terça, não me recordo direito. Ela estava extremamente bêbada, como foi na sexta à noite, naquela hora. Ela estava extremamente bêbada…


Márcio: E a Jéssica não queria mais nada com ela?
Rosane: Eu acredito que sim, porque foi a segunda vez, ou terceira vez que a Jéssica estava mandando ela embora lá de casa.


Márcio: Elas estavam namorando?
Rosane : Eu não sei se elas estavam namorando. A Katiussa frequentava muito a minha casa. Independente se elas estivessem ou não, eu estaria sempre do lado da Jéssica.


Márcio: A senhora não sabia se havia um namoro ou não…
Rosane: Assim, eu sei que a Jéssica gostava muito da Kati e a Kati gostava muito da Jéssica… Se era ou se não era, isso é dela. Eu só sei que eu ia ficar sempre do lado da Jéssica.


Márcio: Só para deixar bem claro, a família manteve contato com a Rádio, para deixar bem claro que elas não moravam juntas.
Rosane: Exatamente. O que a gente ficou chateado é que mostraram imagem sem a minha autorização. Entraram na minha casa e não teve autorização nenhuma.


Márcio: Quem mostrou essas imagens?
Rosane: Eu fiquei sabendo por terceiros que foi a Record. E não teve autorização de ninguém para terem feito isso. E (o comentário de que elas viveriam juntas) também acredito que sim, porque todo mundo veio falar isso para nós.

 

“Tudo o que eu fiz na minha vida, foi por causa dela”
“Ela (Jéssica) fez 17 anos dia 11 de fevereiro, dia 12 de fevereiro ela foi a Rainha do Carnaval de Xanxerê. Eu acredito que esses últimos meses foram os meses mais felizes da vida dela. Porque ela entrou para o curso de Psicologia, fez a G1 na última semana, e ela tirou dez, teve trabalhos que ela tirou dez, eu acredito que isso vai ficar para sempre”.

 

Márcio: Como era a Jéssica?
Rosane: Todos os boletins que você olhar, a Jéssica era a aluna… eu acredito que sempre foi a melhor aluna da sala. As notas dela foram dez, sempre era dez, e ela ficava bem insatisfeita se não fosse dez. Ela era muito preocupada, muito dedicada… Quando ela trabalhava, ela era muito pontual. Ela estava cuidando de um bebê agora, próximo a unidade de saúde que eu trabalho. A família onde ela cuidava o bebê... pode conversar com eles, eles vão falar. Eu sou mãe, eu sempre vou falar o melhor. Mas ela assim mais que dez… ela era a única neta do meu pai, da minha mãe… esse é o maior sofrimento nosso, sabe? É a única filha, ela era minha companhia, e tudo o que eu fiz na minha vida foi por causa dela… Eu cheguei trabalhar uma época à noite toda no hospital e descia na prefeitura e trabalhava cinco ou seis horas por dia… por ela. Agora?... Não sei”.

 

Romeu Scirea Filho – Folha Regional

101 News

 

Travessa João Winckler 15 - Centro
(049) 3433-1110
(049) 3382-2750
Xanxerê, SC - 89820000