Ao Vivo
Ao Vivo
Vilmar da Costa (Mancha)
Vilmar da Costa (Mancha)
Cidade, campo e canção
17:00 as 19:00
Notícias
Notícias

Chape vence o Joinville e Taça Sandro Pallaoro fica na Arena Condá


Chape vence o Joinville e Taça Sandro Pallaoro fica na Arena Condá

Seguindo à risca o significado da data, a Chapecoense entrou em campo, na tarde deste sábado de Aleluia, para afirmar o que já vinha mostrando: com toda a força que se esperava, o clube renasceu. Com pouco mais de 120 dias após o início da temporada e dos trabalhos da equipe - que foi montada praticamente do zero - o Clube venceu a equipe do Joinville e confirmou a primeira grande conquista do ano: a Taça Sandro Pallaoro, dada ao campeão do returno do Estadual. Mais do que o título, o Verdão garantiu vaga na finalíssima do Catarinense, com a vantagem de fazer a última partida na Arena Condá.

O Joinville iniciou a partida com mais posse de bola, tentando envolver a Chapecoense, mas não demorou muito para a equipe alviverde se encontrar no jogo e dominar as ações da partida. Melhor na partida, a Chape não deu chances para o Joinville chegar ao ataque enquanto, do outro lado, levava perigo ao gol do JEC. Aos 31, após Reinaldo cobrar lateral dentro da área, o zagueiro Danrlei tocou com o braço na bola e o árbitro Sandro Meira Ricci anotou pênalti incontestável para o Verdão. Reinaldo chamou a responsabilidade e fez a cobrança, estufando as redes do goleiro Matheus e abrindo o placar para o Verdão.

A Chape voltou para o segundo tempo dando as caras e tendo boas oportunidades logo no início da partida. Foram pelo menos quatro nos dez minutos iniciais. Aos 16, o Joinville chegou com perigo ao ataque, mas na única finalização tricolor na partida, o goleiro Artur Moraes estava bem posicionado e defendeu com segurança a sua meta. Com o controle do jogo, Mancini colocou Moisés Ribeiro no lugar de Luiz Antônio - em troca de volantes, e Túlio de Melo no lugar de Wellington Paulista. E foi dos pés do camisa 10 que saiu o segundo da Chape. Após tabela com Girotto, Túlio recebeu livre na área e converteu, sacramentando a vitória verde e branca. Artur Moraes, Nathan, João Pedro e Rossi, que estavam pendurados, tomaram o terceiro cartão amarelo e ficam fora da partida contra o Criciúma, na última rodada.

Ao final da partida, o técnico Vagner Mancini exaltou o trabalho que vem sendo desempenhado pela equipe e a boa aceitação do time à sua metodologia de trabalho, além de chamar a atenção para a competência e facilidade dos atletas em entender e cumprir o que ele pede. Mesmo com a campanha incontestável - com números que demonstram a superioridade tática da equipe - e com a conquista do returno, Mancini afirmou que não há nada definido em termos de título, mas reiterou a importância do triunfo no returno. “Era importante passar por essa fase de hoje, porque essa fase nos dá a chance de jogar a grande final”, apontou.

A Chape retorna aos treinos já na manhã deste domingo, com foco total no jogo de terça-feira, 18, contra o Nacional do Uruguai, válido pela Libertadores da América.

Texto: Alessandra Seidel | Foto: Sirli Freitas

Travessa João Winckler 15 - Centro
(049) 3433-1110
(049) 3382-2750
Xanxerê, SC - 89820000